As 10 Redes Sociais Mais Usadas no Brasil (e no Mundo) em 2018 e 2019

As 10 Redes Sociais Mais Usadas no Brasil

Quantas redes sociais você conhece? Pense um pouco a respeito.

Conseguiu lembrar de 10, talvez 15 diferentes?

É provável que você se surpreenda, pois esta página na Wikipedia lista 195 diferentes sites que se enquadram como redes sociais.

A informação passa longe de definitiva, pois novas plataformas surgem com frequência, ao mesmo tempo em que outras caem em desuso até que desaparecem – lembra do Orkut?

Mas quando falamos nas redes sociais mais usadas, é claro que no topo da relação estão aquelas de caráter mais genérico, com os mais variados perfis de usuários.

É o que confirma o ranking das preferidas do público brasileiro, o qual tem – adivinhe só – o Facebook na primeira colocação.

1. Facebook

São 127 milhões de usuários ativos mensais no Facebook apenas no Brasil, segundo os mais recentes números divulgados.

Com tanta gente lá, não tem como você não estar nela também para alcançar seus objetivos de marketing.

E é preciso considerar ainda que muitos daqueles que não usam o Facebook consomem seu conteúdo a partir da conta de outro usuário e junto dele.

Ou seja, essa rede social oferece um enorme potencial de visibilidade, coisa que nenhuma marca ou empresa pode abrir mão.

Outro fato interessante está na assiduidade desse público, já que 76% dos seus usuários checam a plataforma todos os dias, permanecendo conectados por 35 minutos, em média.

Convencido a usar o Facebook?

2. WhatsApp

Há quem diga que o WhatsApp não é uma rede social, mas um aplicativo para troca de mensagens instantâneas.

Essa é uma visão um tanto limitada, pois o app tem ganhado cada vez mais características comuns a esse tipo de plataforma, a exemplo do status do perfil e dos stories.

Para empresas, os 120 milhões de usuários ativos mensais podem representar uma mina de ouro.

E com o lançamento do WhatsApp Business, novas possibilidades foram abertas para as marcas em termos de divulgação, atendimento e vendas por uma conta comercial.

3. Facebook Messenger

Com 1,3 bilhão de usuários no mundo – 200 milhões a menos que o WhatsApp, o Facebook Messenger deixa importantes concorrentes para trás no ranking das redes sociais mais usadas.

No Brasil, não há dados oficiais divulgados recentemente, mas estar lado a lado com o primo mais famoso é razão de sobra para colocá-lo em posição de destaque.

Isso sem falar nas possibilidades de agilizar e humanizar o atendimento aos clientes a partir da ferramenta, que pode ser incorporada ao site oficial da empresa.

O envio de respostas instantâneas previamente programadas para perguntas comuns é um ótimo exemplo.

4. YouTube

Os 100 milhões de usuários/mês colocam o YouTube na lista das redes sociais mais usadas no país.

Apesar do contingente incrível, essa nem é a maior razão para você explorar a principal plataforma de vídeos, mas justamente o fato de ela liderar na oferta desse tipo de conteúdo.

Até o próximo ano, cerca de 80% de todo o tráfego na web se dará por meio de vídeos.

E eles tem tudo a ver com uma marca forte no mercado, já que 64% dos consumidores confirmam uma compra depois de assistir a um vídeo em rede social.

5. Instagram

O Instagram é uma rede social de forte apelo visual, recebendo 95 milhões de fotos todos os dias, o que gera inacreditáveis 4,2 bilhões de likes (as tradicionais curtidas).

No Brasil, são 65 milhões de usuários ativos.

Em todo o mundo, 90% deles têm menos de 35 anos, o que torna obrigatório o investimento nessa plataforma para quem mira um público mais jovem.

É o caso do seu negócio? Não deixe de usar essa rede social para prospectar clientes e interagir com a audiência.

6. LinkedIn

Não há dúvidas de que, entre as mais famosas, o LinkedIn é a rede social de caráter mais profissional.

Ela se mostra valiosa para estabelecer contatos, encontrar parceiros estratégicos e fomentar o networking.

Tanto é assim que, em média, um alto executivo de empresa tem 930 conexões nessa rede social.

No Brasil, é uma plataforma em ascensão, hoje com 45 milhões de usuários.

7. Twitter

O Twitter já não é mais a febre de quando foi lançado, é verdade.

Mas dá para ignorar o potencial de uma rede social com 30 milhões de usuários só no Brasil?

Certamente, não.

Dela, saem 500 milhões de publicações por dia – 6.000 a cada segundo.

Nos Estados Unidos, 65,8% das empresas utilizam a plataforma em sua estratégia de marketing.

Em grande parte, isso se deve ao efeito de sua interação na audiência: 77% dos usuários afirmam ver uma marca de forma mais positiva quando há resposta ao seu tweet por ela.

8. Pinterest

São 19 milhões de usuários mensais do Pinterest no Brasil.

Esse contingente representa uma oportunidade bem interessante para marcas e empresas, mas não são muitas que a aproveitam com excelência.

E fazer bom uso dessa rede social significa, principalmente, encaixá-la dentro de uma estratégia de marketing de relacionamento.

Se o seu negócio tem um viés criativo, então, não pode ficar de fora dessa.

9. Snapchat

O total de usuários do Snapchat no Brasil é um mistério, mas os números pouco importam nesse caso.

Porque essa rede social tem uma pegada mais descontraída, que atinge em cheio os mais jovens: 60% de seus usuários têm até 25 anos.

Mais do que isso: entre eles, a força da plataforma é impressionante.

Para 47% dos jovens nos Estados Unidos, o Snapchat supera o Facebook, enquanto 24% o consideram melhor que o Instagram.

Em tempos nos quais as pessoas valorizam cada vez mais a autenticidade das marcas, se conectar com elas a partir de uma ferramenta envolvente pode ser um gol de placa.

10. Google+

Com 90 milhões de usuários em todo o mundo, o Google+ não aparece sequer entre as 20 maiores redes sociais do planeta.

Por aqui, no entanto, ainda desfruta de algum prestígio – o que está prestes a acabar.

Em abril de 2019, será descontinuado e se tornará oficialmente uma das poucas plataformas que carregam o nome Google a não dar certo.

A gota d’água foi mais um vazamento que expôs dados de seus usuários.

Para empresas, o Google+ era anunciado como uma rede social corporativa e uma ferramenta de comunicação interna, possibilitando conversas particulares em comunidades restritas.

Obviamente, a ideia não pegou.

As 20 Principais Redes Sociais Mais Usadas no Mundo

Quando o assunto são as redes sociais mais usadas no mundo, o ranking muda um pouco.

E isso acontece, em grande parte, devido a plataformas que são verdadeiros fenômenos entre o público asiático.

Antes de falar sobre as curiosidades da lista, vamos dar uma olhada no total de usuários ativos em cada rede social.

Você vai perceber uma divergência de valores, especialmente no que diz respeito ao Facebook, mas isso não torna o ranking menos confiável.

Os dados abaixo foram disponibilizados pelo site Statista.

Rede social Usuários ativos
1.º Facebook 2,271 bilhões
2.º Youtube 1,9 bilhão
3.º WhatsApp 1,5 bilhão
4.º Facebook Messenger 1,3 bilhão
5.º WeChat 1,083 bilhão
6.º Instagram 1 bilhão
7.º QQ 803 mil
8.º QZone 531 mil
9.º Douyin/TikTok 500 mil
10.º Sina Weibo 446 mil
11.º Reddit 330 mil
12.º Twitter 326 mil
13.º Douban 320 mil
14.º LinkedIn 303 mil
15.º Baidu Tieba 300 mil
16.º Skype 300 mil
17.º Snapchat 287 mil
18.º Viber 260 mil
19.º Pinterest 250 mil
20.º Line 194 mil

Acredito que você não está muito acostumado a ouvir alguns esses nomes, mas a presença deles entre as redes sociais mais usadas tem justificativa.

Muitas das plataformas menos conhecidas que aparecem na lista são chinesas.

É o caso de WeChat, hoje a quinta maior rede social do mundo, assim como QQ, QZone, Douyin/TikTok, Sina Weibo, Douban e Baidu Tieba.

Já a Line, 20ª colocada no ranking, é a principal plataforma do tipo no Japão, lançada em 2011.

Ainda que parte delas seja pouco utilizada pelos brasileiros, vale ficar de olho nas oportunidade especialmente para negócios que miram o público internacional.

Para quem se interessa pelo mercado chinês, por exemplo, o WeChat pede uma estratégia quase obrigatória.

Desde bots de atendimento ao cliente a soluções em pagamentos, essa rede social responde por 34% dos tráfego de dados no país asiático.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *